This is a platform for User Generated Content. G/O Media assumes no liability for content posted by Kinja users to this platform.

Fábio Assunção Comemora Sucesso De “Totalmente Demais”: “Meu Serviço Mais Feliz”

Conheça O Movimento Que Promove Uso De Bermuda No Serviço

Em boa fase pela carreira, Fábio Assunção se mostra um profissional multifacetado. Além do sucesso de Arthur em “Totalmente Demais”, o ator continua com potência total como diretor de teatro. Aos 44 anos, diz que vive teu melhor momento e está pronto pra outras conquistas. “Não poderia estar mais satisfeito”, avalia ele, em papo exclusivo com a coluna. Para Fábio, não houve um hiato em sua trajetória. “Não estou voltando à TV”, admite convicto. E ainda fornece indícios de uma nova empreitada nos palcos. Diz que teu radar está conectado em pesquisa de atores que deixem a vaidade de lado e mergulhem de cabeça pela obra e na dramaturgia.

Advertisement

JÁ SEGUE O Website NO INSTA E NO TWITTER? Sem negar o título de galã, ele declara que trabalha duro, apesar de todo glamour que a profissão carrega. “Estou há quinze meses trabalhando sem parar.” E que ser bon vivant, como teu personagem na novela das sete, não é seu tema neste instante. Mas, talvez, em um futuro não muito longe.

  • 066 Vagas de Emprego
  • três Jornalista político
  • Ter ao menos, dezoito (dezoito) anos de idade
  • Vocábulos do texto que NÃO apresentam o mesmo referente são

Renata Reif: Após um hiato de 7 anos, você está de volta às novelas. Sentiu falta do ritmo frenético de gravações? Fábio Assunção: Eu adoro esse ritmo no momento em que o consequência do trabalho é afirmativo dentro de uma novela que faz sucesso e com um personagem dinâmico. Um superior ritmo é preciso pra atingir um consequência de 50 minutos de objeto editado por dia pra pôr a novela no ar. RR: Foi trabalhoso reverter à Televisão como protagonista? Como Adquirir Ter Sucesso Na Existência Em 4 Passos ? FA: Não estou voltando à Televisão.

Advertisement

Antes de terminar “Tapas e Beijos” (2011-2015) eu prontamente estava participando da preparação para “Totalmente Demais”, durante trinta dias e com todo elenco e direção. “Tapas e Beijos” foram 5 temporadas de vasto sucesso. Meu instante atual, assim como este no “Tapas”, me traz muita satisfação pelo sucesso atingido até nesta hora. Não poderia estar mais contente. Os protagonistas são incríveis e o clima nos bastidores é boa. RR: Com o sucesso em sua existência profissional, de imediato viveu algum momento parelho com o do Arthur, de bon vivant?

FA: No Brasil Não Há Justiça, Há Berço, Manobra E Vingança leva a vida com humor. Plano De Carreira Passo A Passo visto que tem uma circunstância financeira privilegiada e faz sucesso com as mulheres. Mas, lendo a novela, percebe-se que ele é um cara que trabalha e é parabéns no que faz. Eu comecei a fazer teatro adolescente e até hoje, com 44 anos, nunca parei de trabalhar.

Advertisement

Só para doar um exemplo, dia 15 de janeiro de 2015 eu comecei a dirigir “Dias de Vinho e Rosas” (indicada a 5 prêmios), e, posteriormente da estreia, comecei a gravar “Tapas”. Um mês antes de terminar “Tapas” eu prontamente estava em “Totalmente Demais”. Sem demora estamos no capítulo 100. Este sempre foi meu ritmo normal de trabalho. Estou há 15 meses trabalhando sem parar. O instante bon vivant ainda não chegou, mas anseio por ele (risos). 7 Coisas Que Não adianta Fazer Pra Conseguir Um Emprego : O João esteve numa das gravações da novela.

Desejaria que seus filhos seguissem seus passos? FA: Meus filhos me acompanham no serviço, e eu, quando posso, sempre os acompanho nas atividades deles. O que eu faço como pai, que é usar essa convivência para que eles se sintam seguros e que tenham autoestima. Essas duas coisas são o que farão eles encontrarem a trajetória deles.

Advertisement

Minha tarefa é viabilizar os talentos deles. E não influenciá-los profissionalmente. RR: Como é ser galã depois de os 40 anos? FA: É inacreditável (risos). RR: Você completa 25 anos de carreira. Qual foi o momento mais complicado de sua trajetória? E o serviço em que se sentiu mais feliz por ter feito? FA: Se eu for declarar felicidade, bem-estar e prazer, “Totalmente Demais” seria meu serviço mais feliz. Sem cobiçar puxar sardinha para ninguém.

Por outro lado, tive protagonistas complicados, desafiadores, como o Carlos Eduardo, de “Os Maias” (2001), como Herivelto, em “Dalva e Herivelto” (2010), e todos os protagonistas que fiz no teatro, muito desafiadores e complexos. Quase todas as peças que fiz eram de no máximo quatro atores, onde eu ficava presente em cena o tempo todo.

Advertisement

Fazendo personagens psicologicamente muito ricos e complexos. RR: A direção é um caminho que se abre em sua carreira? FA: No teatro, imediatamente se abriu. Minha segunda peça imediatamente me rendeu 5 indicações a prêmios de importancia divididos entre o Prêmio Shell e APCA. Definitivamente no teatro esse caminho vai continuar, paralelamente ao trabalho de ator.

Share This Story

Get our newsletter